Site Uberlândia Press

Notícias e Artigos de Uberlândia

Outras Notícias

Cunhado de Ana Hickmann é inocentado por morte em atentado

Tribunal de Justiça manteve hoje a decisão de primeira instância

Nesta terça-feira, 10, Gustavo Corrêa, cunhado de Ana Hickmann, foi absolvido pela morte de Rodrigo Augusto de Pádua, após a 5º Câmara do TJ-MG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) manter a decisão de primeira instância que considerou o empresário inocente no caso.

Com a decisão, foi negado o pedido feito pelo MP (Ministério Público) de Minas Gerais para que Corrêa fosse a júri popular para ser julgado.

Em 2017, Gustavo foi absolvido pela juíza Âmalin Aziz Sant’Ana, que considerou que o réu agiu em legítima defesa. Mas, em abril de 2018, o promotor do Tribunal do Júri do Fórum Lafayette, Francisco de Assis Santiago, recorreu da decisão.

Ana Hickmann comemorou a decisão judicial postando uma mensagem em seu Instagram dedicada a Gustavo.

“Meu Deus, muito obrigada. Legítima defesa! Mais uma vez a justiça foi feita. Decisão dos Desembargadores. Obrigada por todos que oraram, por todos que torceram, obrigada por cada mensagem de apoio e carinho”, escreveu a apresentadora.

Corrêa foi acusado de matar Pádua com três tiros na nuca, após o homem invadir o quarto de hotel onde Ana Hickmann estava hospedada para um evento em Belo Horizonte.

Na ocasião, a apresentadora estava acompanhada de sua assessora, Giovanna Oliveira – e então esposa de Gustavo –, e do próprio empresário. Os três foram feitos de reféns e Corrêa tentou desarmar Guilherme, que atirou na direção de Ana e atingiu sua assessora.

Pádua dizia ser fã da artista, porém, a perseguia nas redes sociais.

Fonte: Catracalivre.com.br

x