Notícias de Uberlândia

Prova é aplicada para candidatos a vagas remanescentes do Siate

Seleção para médicos do novo sistema de atendimento pré-hospitalar ocorreu na tarde desta terça-feira (13)

Candidatos a médico do Sistema Integrado de Atendimento a Trauma e Emergência (Siate) foram submetidos na tarde desta terça-feira (13) à prova do processo seletivo simplificado emergencial para vagas remanescentes e cadastro de reserva. Para o atual exame, há nove vagas em aberto. Outros três médicos, além de técnicos de enfermagem e enfermeiros, foram selecionados em uma avaliação realizada em 31 de julho. O candidato que não atingir a pontuação mínima de 60% será automaticamente desclassificado.

“Tivemos 33 inscritos para essa nova fase do processo seletivo. A expectativa é que o resultado dessa prova seja disponibilizado nesta quarta-feira (14) na guia de Concursos e Processos Seletivos do site da Prefeitura de Uberlândia, onde o edital também pode ser consultado. Os aprovados com a melhor pontuação vão se juntar aos que passaram na primeira seleção para a etapa de treinamento”, explicou o assessor técnico de urgência e emergência da Secretaria Municipal de Saúde, Clauber Lourenço.

A prova é de responsabilidade da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) e contou com questões de múltipla escolha de caráter eliminatório e classificatório. Os candidatos também são avaliados quanto à prova de títulos e análise curricular.

Siate

O Siate foi criado para aprimorar o atendimento pré-hospitalar da população de Uberlândia. Com o novo sistema, 24h à disposição, a comunidade terá mais segurança e atendimento integral diante das várias situações de emergências ou clínicas do dia a dia. A base Siate será instalada na sede do 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, localizada na avenida Rondon Pacheco.

Diferentemente de outras cidades que têm serviço semelhante, o atendimento em Uberlândia será inédito pelo fato de contemplar equipes mistas. Ou seja, as seis ambulâncias (das quais uma será UTI móvel) que atuarão no sistema serão compostas por bombeiros, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, além de contar com o apoio de uma regulação médica própria, na sede do Siate, para avaliação dos pedidos de socorro que chegam pelo número 193.

Os militares receberão os chamados pelo 193 e, ao observarem a necessidade de atendimento médico, direcionarão os chamados para a regulação médica. Esta equipe, se identificar a necessidade de um resgate, enviará uma ambulância ou UTI Móvel.

Assessoria