Site Uberlândia Press

Notícias e Artigos de Uberlândia

Notícias de Minas

Prefeitura de Uberaba recebe equipamentos do Ministério Público com recursos de TACs

A Prefeitura de Uberaba recebeu, nesta segunda-feira, mais de 30 equipamentos adquiridos com recursos oferecidos pelo Ministério Público para atender a Secretaria de Serviços Urbanos e Obras, em benefício da comunidade. Os equipamentos incluem computadores completos, motopodas, roçadeiras, motoserra, Hds externos, notebook e um scanner de diagnóstico automotivo. O recurso, de R$105 mil, é proveniente de medidas compensatórias de danos ambientais, através de Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) e acordo judicial com pessoas físicas e jurídicas.

Os materiais foram oficialmente entregues pelo promotor Carlos Valera ao prefeito Paulo Piau, acompanhado do vice-prefeito João Gilberto Ripposati, e dos secretários Antônio Sebastião ‘Toninho’ de Oliveira (Obras e Serviços Urbanos), Marlus Salomão (Meio Ambiente) e Luiz Humberto Dutra (Governo). Também acompanharam a entrega demais secretários, servidores municipais e vereadores.

O prefeito Paulo Piau destacou que a Promotoria, que cumpre rigorosamente seu papel, também tem o importante olhar de parceria com o Município para que as ações beneficiem os cidadãos. “Nossa responsabilidade é grande em todos os segmentos, incluso o cuidado com a cidade. Agradecemos ao apoio, essencial, do Ministério Público, às secretarias e servidores envolvidos. Esses equipamentos são uma conquista de grande valia”, agradeceu o prefeito.

O secretário da Sesurb, Toninho, pontuou que a entrega dos novos equipamentos reforça a parceria do MP com o município. “Vivemos um grande dilema que é o descarte irregular de lixo pela população, um problema que gera um custo alto para a Prefeitura, e o promotor Carlos Valera tem sido solidário neste sentido, orientando e apoiando ações para avançarmos. Estes equipamentos significam economia e mais agilidade no atendimento aos cidadãos”, avaliou.

O promotor Carlos Valera explicou que como os recursos são provenientes de medidas compensatórias de danos ambientais provocados por pessoas físicas e jurídicas, nada mais justo que o valor pecuniário seja revertido para a comunidade. “Esses equipamentos possibilitarão que a Prefeitura desempenhe melhor seu trabalho. É uma forma que o Ministério Público tem de retribuir à população uberabense em razão dos danos ambientais provocados dentro do Município”.

Assessoria

x