Artigos

Intolerância alimentar e alergia: entenda as diferenças

Dor de cabeça, dores abdominais, azia, barriga inchada e manchas na pele, são alguns sintomas que, se manifestados após um curto período da ingestão de algum alimento, podem indicar intolerância alimentar. Esse quadro se manifesta quando o organismo não consegue digerir corretamente as substâncias que comemos. Mas, qual a diferença entre intolerância alimentar e alergia?

Apesar de possuir alguns sintomas semelhantes, existe diferença na resposta que o organismo tem ao entrar em contato com o alimento. “Na alergia há um retorno imunológico instantâneo. O organismo cria anticorpos como se o alimento fosse um agente agressor e por isso, os sintomas são generalizados. Já na intolerância, o alimento não é digerido corretamente e os sintomas surgem principalmente no sistema gastrointestinal”, esclarece a nutricionista Cristiane Elias.

Os alimentos mais comuns que causam a intolerância são: a lactose, o glúten e alguns corantes e conservantes. Com o acompanhamento médico adequado é possível se adaptar a essa limitação. “O alimento pode ser excluído da dieta por algum período dependendo do grau do problema e, com o passar do tempo, dependendo da intolerância, pode ser introduzido na dieta, sem que os sintomas se manifestem”, explica a especialista.

A especialista ainda pontua que a intolerância alimentar frequente pode afetar qualquer indivíduo sem histórico familiar, enquanto a alergia alimentar geralmente é um problema mais raro e hereditário. A avaliação deve ser feita junto a um especialista e aborda a análise dos sintomas, do histórico alimentar e exames de fezes e sangue. Após a avaliação o médico indicará o melhor tratamento e o ideal é que se evite o alimento causador do incômodo.

Assessoria