‘Pontos que unem’ segue com produção de máscaras de proteção


Projeto é desenvolvido em parceria entre Prefeitura, Governo de Minas e Penitenciária Professor João Pimenta da Veiga

            Há quase um ano, uma parceria entre Prefeitura de Uberlândia e Governo de Minas (através da secretaria de Justiça e Segurança Pública e do Departamento Penitenciário, o Depen) tem se revertido em apoio extra a uma importante medida de prevenção à Covid-19 na cidade. Por meio do projeto “Pontos que unem”, o trabalho desenvolvido junto a detentos na oficina de profissionalização em costura da Penitenciária Professor João Pimenta da Veiga resulta, mensalmente, na produção de 10 mil máscaras de tecido. Desde maio de 2020 até esta quinta-feira (24), 66.600 peças já haviam sido produzidas.

            De todas as máscaras fabricadas, 80% são destinadas a servidores da administração municipal, com prioridade para agentes de saúde, assistentes sociais, agentes patrimoniais e profissionais que atuam no atendimento presencial ao público. Os outros 20% ficam na própria penitenciária.

Na parceria, o Município entrou com o fornecimento das cinco máquinas de costura profissional, um cortador profissional de pano e insumos utilizados na confecção. Em contrapartida, o Estado possibilitou que 12 detentos do regime fechado se dedicassem a essa iniciativa, em jornada diária de oito horas, de segunda a sexta-feira, com a redução de um dia de suas penas para cada três dias trabalhados.

A higienização das máscaras fica a cargo da Instituição Cristã de Assistência Social de Uberlândia (Icasu) e a distribuição para a administração pública é de responsabilidade do Diretoria de Armazenagem e Distribuição (DAD).

Fonte: PMU